Posts

Realizar uma gestão eficiente de todas as informações digitais geradas por sua empresa é fundamental para conseguir elevar resultados, reduzir custos, fidelizar clientes e ter segurança de informação. Para isso, é preciso ter uma boa governança de dados.

Se você busca aprender mais sobre essa prática e compreender como ela influenciará os resultados de sua empresa, este artigo é para você. Pegue um café e boa leitura!

O que é a governança de dados?

A governança de dados é a gestão eficiente de todas as informações digitais geradas por uma empresa, resultantes dos processos e da interação com seus diversos públicos.

Manter essas informações de forma organizada, seguindo bons critérios de validação, é uma excelente maneira de extrair insights e possibilitar melhorias contínuas nos diversos âmbitos da empresa, desde a eliminação de custos desnecessários até a fidelização de clientes.

Para ter mais confiabilidade, muitas empresas têm utilizado soluções de BI (Business Intelligence) para coletar dados de sistemas como ERP ou CRM de maneira automática, evitando a manipulação por terceiros, otimizando tempo e eliminando o risco de erros por fatores humanos.

Quais os objetivos de gerenciar bem os dados?

Realizar uma boa governança de dados traz inúmeros benefícios. Conheça, agora, os objetivos principais que motivarão você a investir nessa estratégia!

Melhorar os processos de tomada de decisão

Decisões são parte da rotina de qualquer empresa, e elas devem ser tomadas sempre com base em dados concretos, fidedignos e avaliações criteriosas. Isso é possível por meio da governança de dados, uma vez que ela garante a atualização e confiabilidade das informações tornando os julgamentos para tomada de decisões mais seguros e assertivos.

Proteger as informações de vazamentos e uso indevido

Ao manter as informações devidamente organizadas, centralizadas e bem gerenciadas, o trabalho de proteção à informação se torna mais eficiente. Com isso, os riscos do vazamento de dados principalmente dados sensíveis e/ou estratégicos, no que diz respeito à relação com os investidores, são minimizados.

Tornar os processos mais eficientes

Você só pode melhorar o que consegue medir, certo? Apesar de suas variações, a essência dessa afirmação é um mantra para quem trabalha com a governança de dados. Ao analisar as informações coletadas e organizadas, é possível otimizar processos e eliminar gargalos, aumentando a produtividade.

Reduzir custos

Quando os processos se tornam mais eficientes, os desperdícios e custos de produção e operação são consequentemente reduzidos. Lembre-se de que, quanto menor for o custo, maior poderá ser a margem de lucro da empresa.

Exibir maior transparência

Com tudo organizado, as tomadas de decisões e a gestão de modo geral são muito mais transparentes, pois cada escolha é justificada com base em dados concretos.

Como implementar de forma eficiente a governança dos dados?

O primeiro passo é definir um “governador” que será responsável pelos diversos aspectos dos dados e que formará um conselho para formular as políticas e apresentar os progressos.

Em seguida, é preciso avaliar a situação atual da empresa. Afinal, não é possível definir um caminho se você não sabe onde está. Levantar as práticas atuais e os resultados obtidos é obrigatório nessa fase do processo.

Com a empresa devidamente situada, o conselho deverá elaborar estratégias e objetivos para determinar como serão tratadas as informações nos próximos anos, além de realizar um acompanhamento constante de todos os aspectos do negócio.

Depois de tudo pronto e organizado, é preciso utilizar as informações de maneira estratégica para garantir o crescimento da empresa. Se esse ponto não for observado, todo o processo perde seu sentido.

Monitorar todas as etapas da governança de dados é parte fundamental do processo, pois, assim como os demais processos de uma empresa, ela pode — e deve! — ser melhorada.

Agora que você já entendeu a importância da governança de dados para o sucesso de sua empresa, entre em contato conosco e descubra como podemos ajudá-lo!

Números que não fecham, informações omitidas, dificuldades para cruzar dados e tomar decisões. Quem tem o hábito de usar planilhas na empresa está acostumado a enfrentar essas situações.

Esse cenário, no entanto, prejudica o desempenho e diminui a competitividade do negócio. Neste post, você vai entender por que deve acabar de uma vez por todas com o registro de dados em planilhas na sua empresa — e descobrirá como se livrar delas. Confira!

1. Falta de confiabilidade nas informações

Com o crescimento da empresa e o aumento da complexidade do negócio, setores diferentes começam a fazer registros paralelos de processos que utilizam as mesmas informações.

A manipulação desses dados em planilhas diferentes fatalmente acabará em erro ao copiar números ou editar os documentos. O registro também pode ser feito de maneira equivocada em um dos arquivos e, posteriormente, ser transmitido ao demais, o que contamina procedimentos de outros setores.

2. Insegurança no armazenamento de dados

As planilhas de Excel até podem ser protegidas por senhas, mas mesmo assim a segurança não é máxima, uma vez que não há níveis de acesso nem a identificação de quem editou o documento.

Dessa forma, a insegurança no armazenamento de dados permite que pessoas não autorizadas tenham acesso a informações confidenciais.

Além disso, se você não salva as planilhas na nuvem, existe o risco de que o material seja deletado por falha humana ou corrompido por problemas no hardware. Nesse caso, se não houver um backup da última atualização, o prejuízo com a perda de informações será enorme.

3. Retrabalho durante o preenchimento de planilhas

Uma empresa sofre com a prática de retrabalho, por exemplo, cada vez que uma informação deve ser corrigida, que um dado precisa ser conferido ou que um setor necessita de uma nova versão de uma planilha para atualizá-la.

Esse processo é extremamente prejudicial para o negócio, pois diminui a produtividade da equipe e aumenta despesas, isso sem falar na incidência de erros, já mencionada no início deste texto.

4. Dificuldade para tomada de decisão — e como solucionar esses problemas!

Em uma gestão realizada por meio de planilhas, o administrador tem dificuldades para montar relatórios completos, cruzar informações e analisar cenários. Há uma enorme dificuldade para reunir dados de diferentes setores e, ainda assim, mesmo quando finalmente agrupados, os arquivos podem apresentar discrepâncias relevantes.

Assim, a tomada de decisão fica incerta, passível de erro e, consequentemente, de prejuízo para o negócio.

Felizmente, a tecnologia alcançou um patamar em que é possível aposentar o uso de planilhas na empresa e aprimorar os processos de gestão. Com um software de Business Intelligence, por exemplo, existe a possibilidade de armazenar todas as informações da empresa em um único lugar com segurança, agilidade de acesso e confiabilidade na coleta de dados.

Além de reunir todo o conhecimento da empresa, a ferramenta faz a análise desse conteúdo a fim de que o gestor tenha acesso a informações mais relevantes e, assim, tenha um embasamento melhor para a tomada de decisão.

Essa ferramenta, que antes era restrita a grandes empresas, foi aprimorada e ampliou as possibilidades de uso, sendo incorporada também por médios e pequenos negócios.

Dessa forma, usar planilhas na empresa é uma prática não recomendada para empreendimentos que estão crescendo e tendo que lidar com um amplo volume de informações.

Gostou do conteúdo? Compartilhe este post nas redes sociais e confira se seus seguidores ainda utilizam planilhas para gerenciar suas empresas.

Decisões estratégicas dependem, basicamente, de informações corretas e confiáveis. Mas, em meio à disponibilidade de dados cada vez maior, como evitar o equívoco na gestão das empresas? Nesse sentido, o Business Intelligence pode ser a saída.

O Business Intelligence, trata-se de um conjunto de soluções e ferramentas que permitem coletar, armazenar, processar e analisar informações das mais diversas fontes.

O conjunto dessas ferramentas, como o próprio nome Business Intelligence diz, garante inteligência ao seu negócio. E esse pode ser um diferencial importante para se destacar na concorrência e levar a sua empresa a novos patamares.

São dados do mercado, dos clientes, da concorrência, de fornecedores etc. Todas essas informações isoladas mostram-se insuficientes para a tomada de decisão, mas, quando interconectadas, fornecem respostas para uma gestão mais competitiva e eficiente.

Ficou interessado? Então, siga a leitura do post e saiba como o Business Intelligence pode ajudar e o que pode fornecer para você. Vamos lá?

Maior conhecimento sobre o ambiente de negócios

Por meio desse conjunto de ferramentas, você poderá ter uma visão mais ampla do negócio, inclusive daquelas características mais difíceis de perceber.

Quem nunca se perguntou o que faz um cliente se manter fiel a uma empresa? Com o Business Intelligence, você poderá realizar essa análise.

Além disso, ele identificará padrões de comportamento e tendência. Assim, você estará sempre um passo à frente nas decisões.

Aprendizagem organizacional

Com os relatórios gerenciais fornecidos pelo Business Intelligence, as informações ficam organizadas e disponíveis para análises em tempo real, o que gera um impacto significativo na agilidade das decisões.

Dessa forma, você também aprenderá cada vez mais sobre a sua empresa, visualizando com mais facilidade o seu momento atual e aonde ela pode chegar.

Confiabilidade e tempestividade das informações

O processo decisório requer a confiabilidade e a tempestividade das informações, determinantes para que a capacidade gerencial reverta em resultados favoráveis. Ou seja, a informação tem que ser útil, precisa e estar à disposição no momento certo.

Uma empresa que não conta com um sistema de inteligência de negócios pode optar por um indicador errado ou perder o prazo. Além disso, tem que lidar com dados fora de contexto, que podem, inclusive, levar a decisões erradas.

Já a leitura completa que o Business Intelligence proporciona mostra não apenas os resultados confiáveis de uma pesquisa, mas as características que a impactam — um cenário mais propício para a tomada de decisão.

Exploração dos dados e cenários

Como decidir se é o momento certo para investir em um novo nicho de mercado ou firmar parceria com uma grande empresa? Mais uma vez, o Business Intelligence está lá para ajudar.

Basta verificar os dados da sua empresa para saber se você será capaz de atender à demanda de imediato.

Enfim, para decisões estratégicas, são necessários objetivos bem definidos, metas realistas e mensuráveis, além de indicadores de performance. E tudo isso o Business Intellligence pode fazer por você!

Quer saber ainda mais sobre o assunto? Então leia o nosso artigo Business Intelligence: mais produtividade, agilidade e credibilidade para sua empresa.

Boa parte das empresas subutiliza estrategicamente os dados e as informações transacionais e de relacionamento com os seus clientes. Perde-se muito tempo para extrair e consolidar estes dados, e pouco tempo resta para analisá-los. Com ferramentas de Business Intelligence seu negócio ganha produtividade, agilidade e credibilidade. Quer saber como? Acompanhe.

O Business Intelligence (BI) ajuda a extrair fatos cruciais a partir de grandes quantidades de dados estruturados ou não, transformando-os em informações acionáveis que influenciam a tomada de decisões em uma empresa. Com isso, eles contribuem para a otimização da eficiência operacional e para o aumento da produtividade.

Os dados trabalhados pelo BI se referem ao comportamento do cliente, suas preferências, experiências de compras, comportamento on-line, entre outros. Eles permanecem, ainda hoje, sendo amplamente subutilizados na maior parte das empresas, mas as aplicações do Business Intelligence surgiram justamente para virar esse jogo.

Neste artigo, vamos abordar alguns elementos fundamentais que mostram como isso é possível. Boa leitura!

O que significa Business Intelligence para empresas?

Utilizar BI significa coletar e, acima de tudo, analisar dados com o objetivo de fazer o negócio crescer. No entanto, muitas empresas ainda têm dificuldades para colocar isso em prática. Mesmo que os dados existam, eles nem sempre estão visíveis no momento em que são necessários. Outras vezes, ninguém consegue garantir que eles são confiáveis.

Nesse contexto, os softwares de Business Intelligence para empresas podem ser grandes aliados para transformar dados em algo palpável. Uma informação só tem valor se ela puder ser utilizada e, por isso, praticar o BI é importante.

Mais do que adquirir uma ferramenta, seu negócio precisará entender a importância dos números e do esforço conjunto das áreas para gerar dados confiáveis. De qualquer maneira, com 60% das empresas planejando investir mais em BI, essa é uma tendência que não pode ser ignorada.

Como funciona o cruzamento de dados de diferentes fontes?

Relatórios baseados em informações precisas e oportunas ajudam a empresa a mensurar o desempenho de seus processos. Com uma ferramenta de Business Intelligence, é possível cruzar todo e qualquer dado que seja interessante em determinado momento, como:

  • desempenho atual e histórico da empresa;
  • tendências futuras;
  • demandas esperadas;
  • previsibilidade de vendas;
  • comportamento dos clientes, entre outros.

É inegável que as empresas têm cada vez mais dados à sua disposição, mas também é verdade que quando eles não estão organizados e acessíveis, podem atrapalhar mais do que ajudar. Em vez de ter que usar diversas planilhas e softwares, uma ferramenta de BI consegue concentrar e alinhar todos os dados, gerando relatórios concisos e fáceis de serem lidos.

Tais relatórios podem ser acessados em tempo real pelos gestores e CEOs, que devem atuar para garantir que a empresa utilize eficientemente os insights disponíveis para aperfeiçoar o gerenciamento, a produtividade, a agilidade e a credibilidade da organização. Veja como:

Aumento de produtividade

As empresas podem centrar seus esforços no aumento da produtividade ao utilizar Business Intelligence, pois ele elimina a necessidade de deslocar profissionais de suas áreas de atuação para a coleta e a organização de informações.

Uma vez organizados os dados e informações, a empresa desfruta de vantagens, como a redução de custos operacionais, a economia de tempo e o acesso a relatórios eficientes. Como consequência, esse investimento aumenta a produtividade e a qualidade do trabalho desempenhado pelas demais equipes.

Por exemplo, se hoje em dia a sua equipe tem que gerenciar diversas planilhas ou gerar gráficos manualmente, vocês estão perdendo um tempo precioso. Se, toda vez que uma informação é demandada, seu pessoal precisa procurá-la em um emaranhado de números, a produtividade não é das mais altas.

Nesse caso, o investimento em uma ferramenta de Business Intelligence para a empresa pode ser justificado pelo aumento de produtividade gerado por ela. Seus dados serão facilmente encontrados em um só lugar.

Agilidade nas ações

O Business Intelligence pode armar a empresa com informações indispensáveis para atingir as metas gerais de negócio, orientando decisões estratégicas. Por exemplo, todas as interações com clientes podem ser analisadas minuciosamente, e em tempo real, para fundamentar ações destinadas a melhorar as taxas de conversão em vendas, gerando uma vantagem competitiva.

Os dados devem ser apresentados de uma maneira que seja fácil entendê-los, comunicá-los e executá-los. Dessa maneira, agilizam a realização de processos e possibilitam maior rapidez na tomada de decisões em uma empresa.

É claro que a experiência e o conhecimento dos gestores são fundamentais para a escolha das ações e do caminho a ser seguido. Em adição a essas habilidades, o BI proporciona uma visão aprofundada do negócio e do mercado, fazendo com que esses profissionais consigam acompanhar a velocidade das mudanças com facilidade. O trabalho deles passa a ser focado em analisar, em vez de ter que encontrar e processar dados.

Credibilidade garantida

Para ganhar a confiança dos colaboradores na tomada de decisões em uma empresa, o estabelecimento de uma gestão transparente é tão essencial quanto um bom histórico. Quanto mais amplamente as informações forem compartilhadas em todos os setores, mais fácil será para os colaboradores compreenderem e executarem as decisões e fornecerem um feedback crítico na linha de frente.

Além disso, precisamos falar sobre a importância de ter dados confiáveis para respaldar qualquer ação tomada. Em Business Intelligence, não apenas a quantidade de dados analisados conta, mas também a qualidade deles.

Por exemplo, se a sua equipe de vendas utilizar um relatório errôneo sobre as vendas passadas para planejar as vendas futuras, é bem provável que o plano não funcione. Quando você utiliza diversas informações soltas, as chances de erro se multiplicam.

Em contrapartida, utilizando ferramentas de BI conectadas aos seus demais sistemas, como a um software ERP, a confiabilidade dos dados é elevada consideravelmente.

Mais informações para tomada de decisões

O Business Intelligence influencia a tomada de decisões em todos os níveis. O setor de marketing se beneficia da análise de dados relativos às campanhas e ao rendimento de promoções e, a partir disso, pode ajustar seus gastos para obter maior ROI.

Para a equipe de vendas, o Business Intelligence orienta a busca por melhores práticas e estratégias, pelo custo e pela duração da aquisição de clientes, além da realização de análises periódicas do volume de vendas e da margem de contribuição, e do acompanhamento de metas.

O Business Intelligence pode contribuir, também, para que o departamento de atendimento ao cliente monitore, em tempo real, dados, como:

  • indicadores de desempenho dos diferentes canais (SAC, Fale Conosco, Redes Sociais, Chat);
  • taxa de abandono;
  • reclamações por produto;
  • solicitações por tipo de cliente;
  • tempo de resolução e tratativa das manifestações.

Nesse setor, a tomada de decisões precisa ser eficiente e tempestiva, devido às inúmeras implicações envolvidas, e uma ferramenta de Business Intelligence pode otimizar tudo isso.

Portanto, podemos afirmar que o Business Intelligence se trata não apenas de uma ferramenta ou software, mas de uma nova cultura para a empresa. Com ele, seus dados ficam organizados, suas ações são respaldadas por números, a produtividade aumenta, e toda a empresa ganha mais tempo.

Se você se interessou pelo assunto e está pensando em adquirir uma ferramenta de Business Intelligence para empresa, não deixe de conferir o nosso e-book e aprenda como escolher uma ferramenta de Business Intelligence!